terça-feira, 9 de setembro de 2008

A Filosofia do Dr. Bach



Segundo o Dr. Bach, a origem das doenças seria o resultado final, no corpo, do conflito entre a mente e a alma. Cada alma encarnada tem o propósito específico de ganhar experiência e compreensão e de aperfeiçoar sua personalidade. A alma estando em harmonia com nossa personalidade trar-nos-á alegria, paz, felicidade e saúde. Quando a personalidade se desvia do caminho estabelecido pela alma, cria-se o conflito que leva à doença e à infelicidade. Compreender e corrigir nossos erros nos traz de volta a saúde.
A liberdade seria a maior lição de vida a ser aprendida, principalmente liberdade que se deve a nós mesmos; apenas sendo livres seríamos capazes de servir nossos irmãos de maneira completa. É preciso aprender a desenvolver a individualidade segundo a orientação de nossa própria alma, a não temer ninguém e a não permitir que interfiram ou nos desviem de nossa própria evolução, da realização do nosso dever e do auxílio aos nossos irmãos, pois, quanto mais avançamos, mais nos tornaremos uma benção para os que estão ao redor.
"Que tenhamos sempre alegria e gratidão em nossos corações pelas ervas que, em Seu amor por nós, o Grande Criador de todas as coisas colocou nos campos para nossa cura."
Edward Bach

domingo, 7 de setembro de 2008

Os Remédios Florais do Dr. Bach


Problemas de saúde freqüentemente têm suas origens na mente; sentimentos que foram persistentemente reprimidos irão emergir, primeiro, como conflitos mentais e depois, como doença física.

O Dr. Edward Bach (1886-1936), um médico inglês, depois de atuar como bacteriologista num hospital de Londres e de obter êxito profissional com suas vacinas orais, resolveu morar numa floresta de Gales, na Grã-Bretanha. Desanimado com o a medicina ortodoxa, lá descobriu que tinha uma sensibilidade tal que lhe permitia sentir as energias transmitidas pelas flores apenas tocando-as ou colocando na boca as gotas que o orvalho deixava sobre elas. Ao mesmo tempo constatou que, algumas flores eram capazes de corrigir nossa personalidade quando esta, se encontra em desequilíbrio causado por sentimentos negativos. Entre 1930 e 1934, o Dr. Bach identificou 38 flores silvestres, e escreveu os fundamentos da sua nova medicina.

Verificou na prática a eficácia dos medicamentos florais e compreendeu a grande ajuda que poderiam dar à humanidade doente. O Dr. Bach dizia que o "medicamento deve atuar sobre as causas e não sobre os efeitos, corrigindo o desequilíbrio emocional no campo energético". Estes remédios atuam sobre a desarmonia profunda do paciente e, assim fazendo, formam a base para a recuperação dos sintomas físicos.

Em setembro de 1936, proferiu uma palestra na Loja Maçônica de Walingfor, em que falava acerca dos florais, e citou que seria possível a qualquer pessoa com desejo de ajudar seus semelhantes fazer uso dos florais para aliviar as dores e os sofrimentos, e alguns poderiam até se devotar em tempo integral a essa forma de cura – como hoje existem os terapeutas florais.

A Terapia Floral, foi reconhecida pela OMS (Organização Mundial de Saúde), em 1976.


“A saúde é nossa herança, nosso direito. É a completa e total união entre a alma, mente e corpo, isto não é um ideal longínquo e difícil de alcançar, mas tão simples e natural que muitos de nós o negligenciamos”.
Dr. Edward Bach 1930
(Fonte de Pesquisa - BACH, Edward. Remédios Florais do Dr. Bach, Os - Ed. Pensamento)

Seja bem-vindo!

Aqui é um espaço criado para postagens de textos que levem a uma reflexão sobre a História do Dr. Edward Bach, e suas essências.
Sempre uma novidade!!!